Os 5 assuntos que vão agitar o mercado nesta sexta-feira.

SÃO PAULO – O IBOVESPA fechou em alta de 1,8% na última quinta-feira (2), ganhando força depois da redução do tempo para alegações da acusação e da defesa no processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, o que deve acelerar uma definição para o cenário político brasileiro. Esta sexta-feira (3), será dia de olhar para dados norte-americanos que podem definir quais serão os próximos passos do Federal Reserve. Confira os cinco assuntos que você precisa acompanhar hoje:

  1. Bolsas mundiais

As bolsas mundiais registram leve altas, na expectativa pelos dados do relatório de emprego nos EUA, que podem dar sinalizações sobre os próximos passos do Federal Reserve. Na Ásia, o Nikkei sobe 0,48%, o Hang Seng sobe 0,42% e Xangai tem alta de 0,44%. Entre os dados da China, destaque para o dado de serviços da China Caixin/Markit, que caiu à menor taxa em três meses em maio, com desaceleração nos novos negócios e nas contratações. O PMI recuou a 51,2 em maio, ante 51,8 em abril. Leituras acima de 50 indicam expansão mensal, enquanto leituras abaixo desse marco sinalizam contração. As bolsas europeias têm alta moderada e S&P futuro opera perto da estabilidade. Já na Europa, o FTSE sobe 0,98%, enquanto o CAC 40 tem alta de 0,49% e o DAX avança 0,57%.

  1. Relatório de emprego dos EUA

Principal indicador observado pelo Fed antes de subir os juros nos EUA, o relatório de maio deve registrar uma criação de 168 mil vagas de acordo com a expectativa mediana do mercado. Números acima disso farão com que o Fed se sinta confortável para elevar os juros na reunião de junho. Ainda vale a pena olhar para a taxa de desemprego, que economistas projetam que suba para 5%. Segundo o economista da Leme Investimentos, João Pedro Brugger, o dado poderá definir se o Fed vai subir ou não os juros em junho. “Dependendo do que sair, pode ficar definido que o aumento das taxas virá em junho ou julho”, afirma. O indicador será divulgado às 9h30 (horário de Brasília) desta sexta.

  1. Dados da Europa

As vendas no varejo da zona do euro ficaram estáveis em abril ante março, segundo dados publicados hoje pela agência de estatísticas da União Europeia, a Eurostat. O resultado veio abaixo da expectativa de analistas consultados pela Dow Jones Newswires, que previam avanço de 0,3%. Na comparação anual, as vendas no setor varejista do bloco europeu avançaram 1,4% em abril. A Eurostat também revisou os dados de vendas de março, para queda mensal de 0,6% ante -0,5% do dado original e de +2,4% para +1,8% na comparação anual.

  1. PMI da China

Ontem às 22h45 saiu o PMI (Índice Gerente de Compras, na sigla em inglês) do setor de Serviços na China em maio. O PMI ficou em 53,1 pontos, ante uma pontuação de 51,8 pontos em abril. Vale lembrar que no PMI números acima de 50 pontos indicam crescimento econômico e abaixo de 50 mostram retração.

  1. Reações a Temer e novas delações

Já no Brasil, destaque para a delação do ex-diretor internacional da Petrobras Nestor Cerveró, que sugeriu em delação que Dilma sabia sobre Pasadena, dizem os jornais. Já em entrevista ao SBT Brasil, o presidente interino Michel Temer não descartou a volta da CPMF, mas garantindo que, se ocorrer, será de forma temporária. Ele também defendeu idade mínima para aposentadoria.

Noticia Info Money.

Fique atento e tenha sucesso em seus negócios, verifique se sua marca esta registrada.

Faça uma consulta gratuita sobre o nome da sua empresa que deseja registrar.

Marcas e Patentes VIX.